Governo dos Açores vai instalar nova grua no porto da Casa, no Corvo

Governo dos Açores vai instalar nova grua no porto da Casa, no Corvo

 

LUSA/AO online   Regional   9 de Nov de 2017, 17:40

O Governo dos Açores vai instalar uma nova grua no porto da Casa, na ilha do Corvo, para melhorar as condições de operacionalidade de varagem de embarcações de pesca, foi hoje anunciado

Na leitura do comunicado do Conselho do Governo, com que terminou a visita estatutária do executivo açoriano à ilha do Corvo, o secretário regional adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares, Berto Messias, explicou que foi deliberado “desencadear os procedimentos necessários para a instalação de uma nova grua” naquele porto “para substituir a existente, de modo a melhorar as condições de operacionalidade e de segurança na varagem de embarcações de pesca da ilha do Corvo”.

O estado da atual grua, que já avariou por diversas vezes, tem sido motivo de queixas.

Berto Messias adiantou que foi ainda autorizada a relocalização do Serviço de Ambiente local, para “permitir a instalação do Centro de Interpretação de Aves do Corvo, bem como o arranjo da zona envolvente ao Centro de Interpretação Ambiental”.

“A relocalização do Serviço de Ambiente do Corvo é fundamental para assegurar o desenvolvimento das atividades dos serviços, designadamente a integração do vigilante da natureza e o acolhimento dos técnicos da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, para além da arrumação dos equipamentos e materiais afetos à equipa de operacionais”, explicou o governante.

Por outro lado, a deliberação “permite libertar todo o espaço do atual Centro de Interpretação Ambiental, que será afeto exclusivamente ao novo Centro de Interpretação de Aves do Corvo, cujos conteúdos já estão a ser desenvolvidos”.

O Corvo, cuja localização geográfica fica quase a meio caminho entre a Europa e os Estados Unidos, é um ponto fundamental para a entrada de diferentes aves que, por vezes, não são avistadas noutros pontos da Europa e até da América.

O Governo dos Açores determinou ainda "desencadear os procedimentos necessários para a elaboração de um projeto para a proteção e valorização da arriba adjacente à vila e do seu núcleo histórico, no âmbito do projeto do Ecomuseu do Corvo".

"O Ecomuseu transforma o Corvo num museu vivo, não se resumindo a um edifício com artefactos dispostos; a sala de exposições é a própria vila do Corvo e os agentes são os próprios habitantes", afirmou Berto Messias, justificando que o "objetivo é conferir maior qualidade de vida à população e suscitar maior afluxo de um turismo de qualidade".

Berto Messias adiantou que o Conselho do Governo deliberou, igualmente, entre outras medidas, alargar à ilha do Corvo o projeto formativo “A Hora do Oficio” do Centro Regional de Apoio ao Artesanato, “para uma formação em fechaduras de madeira, típicas da ilha”.

“As fechaduras de madeira da ilha do Corvo foram o último produto artesanal a ser certificado ao abrigo da marca coletiva Artesanato dos Açores”, destacou Berto Messias.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.