Santa Clara aguarda com “tranquilidade” decisão final da FPF

Santa Clara aguarda com “tranquilidade” decisão final da FPF

 

LUSA/AO online   Futebol   20 de Jun de 2018, 00:41

O presidente do Santa Clara disse hoje à agência Lusa que aguarda com “tranquilidade” a decisão do pleno do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), órgão que aceitou o recurso do União da Madeira.

O CD da FPF aceitou o recurso do conjunto madeirense em relação à derrota com o Santa Clara, suspendendo a decisão de multar os açorianos, promovidos à I Liga.

"Aguardamos com tranquilidade a decisão do pleno do CD. Nós temos uma perspetiva positiva acerca do futebol português e não vamos alimentar polémicas levantadas pelo União da Madeira. O povo açoriano merece respeito, o povo açoriano tem uma maneira de ser diferente de estar no futebol e na vida e vamos aguardar com a máxima tranquilidade a decisão do pleno do CD. Será feita justiça àquilo que foi o mérito do Santa Clara e dos Açores nesta subida de divisão”, disse Rui Cordeiro.

O presidente da formação açoriana reagiu assim à decisão do CD da FPF em suspender a multa de 6.210 euros aplicada ao Santa Clara, por utilização irregular de jogadores sub-23, aceitando o recurso da formação madeirense, despromovida ao Campeonato de Portugal, que apelava à "alteração da qualificação jurídica" da infração cometida.

O CD justifica, em despacho, a decisão por "estar abstratamente em causa, no recurso, uma eventual aplicação de derrota e de subtração de pontos a fixar entre o mínimo de dois e o máximo de cinco pontos".

Em causa está o jogo da 25.ª jornada da II Liga, que o Santa Clara venceu no terreno do União da Madeira, por 1-0, e que, de acordo com o CD, "em caso de provimento do recurso pode resultar a atribuição de três pontos à recorrente" o que garantia a manutenção do União da Madeira na II Liga e que travava a subida do Santa Clara à I Liga.

"A subida do Santa Clara está confirmada. O Santa Clara subiu no relvado e provou neste processo disciplinar o que tinha de ser provado. Agora, aguardamos com serenidade pela decisão do pleno do CD, com a convicção de que os açorianos e o futebol português poderão ter e terão uma equipa da I Liga na próxima época desportiva", sublinhou Rui Cordeiro.

Segundo o presidente do Santa Clara, o caso está entregue "ao departamento jurídico do clube", sendo que a formação açoriana vai "dar a sua versão em sede própria" e continuará a preparar a próxima época desportiva, com o Santa Clara de regresso à I Liga de futebol, após 15 anos de ausência.

“Aguardaremos com serenidade (a decisão final), sendo que já temos sorteio dia 07 (de julho), a pré-época definida e uma série de patrocinadores fechados para a próxima época desportiva”, assegurou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.