Benfica e Sporting dominam na primeira jornada do nacional de clubes de atletismo

Benfica e Sporting dominam na primeira jornada do nacional de clubes de atletismo

 

Lusa/Ao online   Outras modalidades   22 de Jul de 2018, 09:55

O Benfica terminou no sábado na liderança da competição masculina da primeira jornada do campeonato nacional de clubes de atletismo, que se disputa em Braga, enquanto a formação Sporting foi a dominadora no setor feminino.

Nas 10 provas realizadas, neste dia, na vertente masculina, os ‘encarnados' venceram cinco delas, enquanto que o Sporting foi claramente mais forte em femininos, vencendo nove das onze provas realizadas nesta ronda inicial.

Precisamente neste setor, as exceções ao domínio verde e branco vieram de uma atleta da casa, Mariana Machado, do Sporting de Braga, que recebeu uma das maiores ovações ao vencer nos 1.500 metros.

Joana Soares, do Jardins da Serra, também quebrou a hegemonia do clube de Alvalade, sendo a mais forte nos 3.000 metros obstáculos.

Já Sara Moreira, uma das mais experientes em competição, deu a pontuação máxima ao Sporting na corrida de 5.000 metros, e apesar de ter ganho com uma confortável margem, não gostou da sua prestação individual.

"Consegui dar o máximo de pontos à equipa, mas não estou satisfeita com a minha prestação, porque vinha para correr rápido, mas o corpo não correspondeu. Como percebi que não ia a correr para aquilo que queria, acabei por gerir a corrida, não valia pena estar a forçar", disse a atleta natural de Santo Tirso.

Também nos 5.000 metros, mas em masculinos, Samuel Barata protagonizou uma das vitórias mais renhidas deste primeiro dia do campeonato, superando o ‘leão' Bruno Albuquerque, por apenas algumas décimas de segundo.

"Foi uma prova muito renhida, o Bruno [Albuquerque] esteve em grande nível. Puxei desde o início impondo um ritmo forte, e acho que fizemos um grande espetáculo para o público, e sobretudo ganhei uns pontos importantes para o Benfica, devido ao equilíbrio com o Sporting", considerou o atleta.

Para essa discussão no setor masculino, contribuiu a vitória dos ‘leões' em três vertentes, com Carlos Nascimento a triunfar nos 100 metros, Paulo Rosário a ser mais rápido nos 1.500 e João Vieira a não dar hipótese nos 5.000 marcha.

Os ‘leões' tiveram ainda a contrariedade de verem Miguel Marques se lesionar no salto em comprimento, e não somar qualquer ponto.

Indiferentes a isso, os atletas do Benfica confirmaram o favoritismo no lançamento do peso, com Tsanko Arnaudov, e na prova dos 400 metros por Ricardo dos Santos.

Destaque ainda na prestação benfiquista no salto em vara, onde Diogo Ferreira superou facilmente toda a concorrência, e depois de saltar a 5,40 metros, esteve a tentar bater o recorde nacional, de 5,71, que lhe pertence, mas não conseguindo superar esse desafio extra.

Neste dia, nota ainda para a prestação de Leandro Ramos, no lançamento do dardo, que conseguiu uma interessante marca de 71 metros.

O Benfica está, ainda assim, a participar neste campeonato nacional de clubes sob protesto.

"Existem fortes suspeitas de que o processo de filiação de alguns atletas na Federação Portuguesa de Atletismo se encontre ferido de graves irregularidades motivadas por eventuais falsas declarações (ou outras situações à margem dos regulamentos) quanto às datas de entrada e tempo de permanência em Portugal desses atletas", pode ler-se no comunicado das ‘águias' na sua página oficial.

Hoje, entre 16:45 e as 19:55, prosseguem as provas, da I divisão de clubes, com segunda jornada do campeonato, novamente no estádio 1.º de Maio, em Braga, com entrada gratuita ao público.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.