Turquia destaca 1.200 soldados para confrontar mílicias curdas

Turquia destaca 1.200 soldados para confrontar mílicias curdas

 

Lusa/AO online   Internacional   14 de Fev de 2018, 14:32

O Governo turco destacou esta quarta-feira 1.200 militares para fazer face à presença do grupo armado do Partido dos Trabalhadores do Kurdistão (PKK), na região de Diyarbakir, capital das regiões curdas no sudeste turco da Anatolia.

A força, composta por militares e milícias locais conhecidas como 'korucu', que acompanham frequentemente as patrulhas, tomaram já o controlo de 71 aldeias entre os municípios de Silvan, Hazro, Kulp e Lice, noticiou o diário Hurriyet.

Na operação militar participam helicópteros e aviões não tripulados com câmaras térmicas, assim como equipas com cães treinados para perseguir os curdos do braço armado do PKK, assinalou o jornal.

As vias de comunicação têm postos de controlo e as autoridades locais proibiram a saída de veículos nas zonas rurais.

A região de Lice, município em que se fundou o PKK, em 1978, é cenário habitual de protestos de movimentos curdos contra o Governo turco e ocasionalmente de confrontos armados entre o Exército e a guerrilha.

Nos últimos meses, quase todos os combates contra o braço armado do PKK ocorreram na província de Hakkari, situada na extremidade a sudeste da Turquia, fronteira ao Iraque.

O PKK, que reclama a autonomia do Curdistão e mais direitos políticos e culturais para os curdos na Turquia, é considerado uma organização terrorista por vários países, entre os quais os Estados Unidos.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.