Ponta Delgada

Obra vai capacitar o porto "para os próximos 25 anos"

Obra vai capacitar o porto "para os próximos 25 anos"

 

AO online   Regional   24 de Nov de 2017, 17:21

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas afirmou esta sexta-feira que a obra de reperfilamento do cais -10m (ZH) vai “capacitar o Porto de Ponta Delgada para os próximos 25 anos, com o aumento muito significativo (60%) da área de terrapleno e que permitirá a operação em linha dos três navios de contentores que operam entre o continente e a Região Autónoma dos Açores”.

 

Ana Cunha, em declarações aos jornalistas no final de uma visita ao porto, frisou que “não há, de forma alguma, um desinvestimento da Região neste porto”, salientando que esta infraestrutura “sofreu, nos últimos cerca de 20 anos, um investimento num montante de 93 milhões de euros”.

 “Há, pelo contrário, um investimento muito grande no Porto de Ponta Delgada, que movimenta cerca de dois terços das mercadorias para a Região Autónoma dos Açores, daí a sua importância para o desenvolvimento económico da nossa Região”, afirmou, citada por uma nota de imprensa do Gabinete de Apoio à Comunicação Social (GACS).

 A titular da pasta das Obras Públicas considerou, por isso, que as mais-valias trazidas por esta obra são de “grande importância”.

 Ana Cunha adiantou que o projeto está “em fase de estudo de impacto ambiental, está a ser avaliado pela Direção Regional do Ambiente”, prevendo-se que essa avaliação termine em janeiro, sendo que, “em princípio, a empreitada terá condições de ser lançada no próximo ano”, com uma duração prevista de 36 meses.

 

Relativamente à obra de reforço do molhe, atualmente em curso, a Secretária Regional salientou que “teve uma prorrogação do prazo para a sua conclusão e prevê-se que esteja concluída em julho de 2018”, sublinhando que a prorrogação ficou a dever-se a “contingências normais de uma obra marítima”.

 

“O mar é que manda e, portanto, por diversas vezes, temos mesmo que obedecer ao mar”, afirmou.

 

A empreitada de reforço do manto do molhe de Ponta Delgada, agora em curso, representa um investimento de cerca de nove milhões de euros, enquanto a obra de reperfilamento do cais -10m (ZH), repavimentação do terrapleno portuário e beneficiação das redes técnicas nele integradas e dragagem da bacia portuária envolve um investimento de 32 milhões de euros, valores a que acresce o IVA à taxa legal em vigor.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.