Madonna vai realizar filme inspirado na história de órfã da guerra da Serra Leoa

Madonna vai realizar filme inspirado na história de órfã da guerra da Serra Leoa

 

Lusa/AO online   Cultura e Social   14 de Mar de 2018, 14:03

A cantora norte-americana Madonna vai realizar um filme inspirado na história de Michaela DePrince, uma órfã da guerra da Serra Leoa que se tornou uma bailarina clássica de renome, anunciou esta quarta-feira o estúdio MGM, produtor da longa-metragem.

“O Voo da Bailarina”, nome do livro autobiográfico publicado em 2014, será a terceira longa-metragem realizada por Madonna, depois de “Sujidade & Sabedoria” (2008) e “W.E.” (2011).

Órfã, abandonada pelo tio, que sofre de vitiligo (perda de pigmentação da pele), Michaela DePrince foi levada de um orfanato na Serra Leoa por um casal norte-americano que a adotou.

Michaela DePrince tornou-se bailarina profissional, integrando o Joburg Ballet, a companhia de bailado de Joanesburgo, na África do Sul, antes de se juntar à companhia nacional de bailado holandesa, onde é primeira bailarina.

“O percurso de Michaela tocou-me, como artista e ativista que compreende o que é a adversidade”, afirmou Madonna, citada num comunicado divulgado hoje pelo estúdio MGM.

“Temos uma oportunidade única de dar destaque à Serra Leoa e de fazer com o que a Michaela seja a voz de todos os órfãos com quem cresceu. Sinto-me honrada de poder dar vida à sua história”, disse.

Michaela DePrince participou no documentário “First Position” (2011), de Bess Kargman.

A adaptação do livro “O Voo da Bailarina” para argumento cinematográfico será da responsabilidade de Camilla Blackett, que já trabalhou em séries como “The Newsroom” e “Jess e os rapazes”.

Em 2008, Madonna concebeu o documentário “I am because we are”, realizado por Nathan Rissman, sobre os órfãos do Malawi, país onde adotou quatro crianças.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.