Jesus rejeita descompressão e quer mesma responsabilidade para vencer Astana

Jesus rejeita descompressão e quer mesma responsabilidade para vencer Astana

 

Lusa/AO online   Futebol   22 de Fev de 2018, 09:21

O treinador do Sporting rejeitou esta quinta-feira descompressão face ao Astana, na segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa em futebol, e salientou que a partir dos ‘quartos' é possível sonhar em vencer a prova.

Apesar da vitória por 3-1 no Cazaquistão, Jorge Jesus não quer que a sua equipa entre em campo com o pensamento do apuramento garantido, lembrando, por outro lado, que Portugal precisa de pontos para subir no ‘ranking' da UEFA e que um triunfo ajudará.

“Nós vamos tentar que isso não aconteça (descompressão). O resultado que tivemos dá-nos alguma segurança no plano tático e estratégico, mas em termos de responsabilidade é a mesma", afirmou o treinador dos ‘leões’.

Segundo Jesus, é também preciso somar pontos para Portugal: “Temos que ganhar a eliminatória e ganhar o jogo, porque tivemos sempre nos cinco primeiros do ‘ranking' e estamos numa luta muito grande com as equipas russas que estão na Liga Europa. Amanhã (quinta-feira), vou olhar um pouco mais para esse fator”.

Na antevisão ao desafio com os cazaques, o técnico voltou a recordar que o Sporting quer estar em todas as frentes, apesar de reconhecer que só a partir dos quartos de final é possível sonhar com o troféu, contando com alguma sorte pelo meio.

“Também precisamos de alguma sorte no sorteio para lá chegar. Na Liga Europa, quando chegarmos aos quartos, vão estar equipas muito fortes e ao nível de ‘Champions'. Se sonhamos com essa possibilidade? Sonhamos”, frisou.

Por outro lado, e confrontado com as prestações da sua equipa nos dois últimos encontros, em que viu os seus atletas darem a volta aos resultados nas segundas partes, diante do Astana, na primeira mão, e do Tondela, na última jornada da I Liga, Jesus deixou palavras positivas aos jogadores.

“O Sporting tem sido uma equipa com muito caráter, com alma e capacidade de sofrimento”, elogiou.

Também o extremo português Gelson Martins marcou presença na conferência de imprensa, destacando, tal como treinador, a alma que o plantel possui, e assegurando que nem pensam no cansaço.

"O nosso objetivo é passar à próxima fase. Não há cansaço e sabíamos que íamos ter um calendário apertado. A equipa tem mostrado uma alma muito grande e conseguimos dar a volta. É assim que são feitos os campeões", enalteceu.

Na quinta-feira, o Sporting recebe o Astana, no Estádio José Alvalade, pelas 18:00, num encontro da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa que será dirigido pelo húngaro Tomás Bognar.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.