Escritor e jornalista Tom Wolfe morre aos 87 anos

Escritor e jornalista Tom Wolfe morre aos 87 anos

 

Lusa/AO online   Internacional   15 de Mai de 2018, 16:19

O escritor e jornalista norte-americano Tom Wolfe, autor de “A fogueira das vaidades”, morreu na segunda-feira, num hospital de Manhattan, aos 87 anos, avançou hoje o jornal The New York Times.

Como o descreve aquela publicação, Tom Wolfe foi um jornalista inovador cuja prosa tecnicolor e exageradamente pontuada deu vida a surfistas californianos, personalizadores de carros, astronautas e caçadores de ‘status financeiro’ em obras como “The Kandy-Kolored Tangerine-Flake Streamline Baby,” “The Right Stuff” e “Bonfire of the Vanities” (editado em Portugal como “A fogueira das vaidades”).

A morte do escritor foi confirmada pela sua agente, Lynn Nesbit, que afirmou que Wolfe tinha sido internado com uma infeção.

Tom Wolfe vivia em Nova Iorque desde 1962, quando integrou o New York Herald Tribune como repórter.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.