Cientistas japoneses conseguiram aumentar produção de "sementes" de cabelos

Cientistas japoneses conseguiram aumentar produção de "sementes" de cabelos

 

Lusa/AO online   Ciência   6 de Fev de 2018, 14:12

Um novo método de cultivo de folículos poderá tornar mais acessível e eficaz um remédio para a calvície, anunciaram hoje cientistas da universidade japonesa de Yokohama.

Na sua investigação, usaram dois tipos de células colocadas em pequenos recipientes de silicone para cultivar "sementes de folículos pilosos" e conseguiram cultivar cerca de 5.000 em poucos dias, cem vezes mais do que atualmente se consegue criar em laboratório no mesmo tempo.

Demorará pelo menos cinco anos antes de começarem testes em humanos, afirmou Junji Fukuda, da universidade de Yokohama, que admite que com este método se consiga cultivar cabelo abundante.

Poderá também ajudar pessoas que perderam o cabelo por causa de doenças ou de quimioterapia, declarou no artigo publicado na revista Biomaterials.

"As clínicas especializadas utilizam frequentemente cabelos da nuca para os plantar nas zonas frontais calvas, mas o problema é que isso não faz aumentar o volume total de cabelo", indicou.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.